Voluntariado de leitura • Universidade Nova de Lisboa - CITI

voluntariado

O projeto Voluntários de Leitura, criado em 2012 pelo CITI (Universidade Nova de Lisboa) e coordenado por Isabel Alçada, destina-se a potenciar o desenvolvimento de uma rede nacional de voluntariado na área da promoção da leitura.

O projeto conta com a participação da Fundação Calouste Gulbenkian, da Rede Aga Khan para o Desenvolvimento, do Montepio Geral  e do Observatório da Língua Portuguesa e trabalha em articulação com a Rede de Bibliotecas Escolares, o Plano Nacional de Leitura e a Rede de Bibliotecas Públicas.

A leitura é um bem essencial e indispensável a todos os cidadãos. Para aprender e dominar a leitura são precisos esforço e persistência, podendo muitas das dificuldades ou falta de oportunidades dos jovens para a exercitar e adquirir o gosto pela leitura, ser ultrapassadas através de um acompanhento e apoio personalizados.

Ler mais

O voluntariado de leitura pretende responder a estas necessidades. Está hoje demonstrado que a mediação de voluntários no contacto de crianças e jovens com livros, suscita o prazer de ler, desenvolve a literacia e contribui para elevar os resultados da aprendizagem. Os voluntários de leitura são pessoas que disponibilizam generosamente algum do seu tempo para estes objetivos. Tornar-se voluntário de leitura é uma forma de envolvimento cívico que ajuda ao desenvolvimento educativo e cultural das novas gerações.

As bibliotecas escolares são um lugar privilegiado para o desenvolvimento de iniciativas de voluntariado de leitura em parceria com as crianças e os jovens, de modo a ajudá-los a ler mais e melhor. O projeto conta, por isso, com a sua colaboração na captação e enquadramento dos voluntários.

A decisão de aderir ao projeto e organizar voluntariado de leitura nas escolas é da responsabilidade dos órgãos de direção e da biblioteca, sendo a coordenação do mesmo da responsabilidade do professor bibliotecário, dada a sua função de charneira na promoção da leitura.

Cabe ao professor-bibliotecário:

1ª etapa - Preparar o agrupamento/ escola

2ª etapa – Manifestar disponibilidade para acolher voluntários e inscrever o agrupamento/ escola no projeto através de ficha própria

3ª etapa - Angariar e selecionar candidatos a voluntariado. Os voluntários aceites devem inscrever-se, igualmente, através de ficha própria.

4ª etapa – Acolher/integrar voluntários no agrupamento/ escola

5ª etapa - Realizar sessão de preparação de voluntários

6ª etapa - Dar apoio continuado aos voluntários

7ª etapa - Comunicar/ divulgar o projeto de voluntariado do agrupamento ou escola, também  através de ficha própria

A inscrição das escolas e voluntários é realizada no sítio oficial do projeto. Esta plataforma visa facilitar a adesão dos candidatos, colocá-los em contacto com as escolas, bibliotecas ou outras organizações que aceitam voluntários e disponibilizar apoio técnico e científico aos responsáveis e participantes.

Caso deseje ser voluntário no quadro de uma escola promotora de voluntariado, não deixe de contactar o respetivo professor-bibliotecário, para que este viabilize a sua inscrição, o ajude a conhecer a escola e a biblioteca, bem como a direção, docentes e funcionários, com quem se irá relacionar, lhe facilite os primeiros contactos com os jovens que irá apoiar, combine consigo as atividades, horários e modalidades de leitura que poderá realizar, e lhe preste o enquadramento e apoio necessários ao seu programa de leitura.

 


Veja também: Sítio Voluntários de Leitura
NOTÍCIAS