Apresentação

Programa

O Programa Rede de Bibliotecas Escolares (PRBE) foi lançado em 1996, pelos Ministérios da Educação e da Cultura, com o objetivo de instalar e desenvolver bibliotecas em escolas públicas de todos os níveis de ensino, disponibilizando aos utilizadores os recursos necessários à leitura, ao acesso, uso e produção da informação em suporte analógico, eletrónico e digital.


Coordenação

Coordenado pelo Gabinete da Rede Bibliotecas Escolares (RBE), o Programa articula a sua ação com outros serviços do Ministério da Educação e Ciência (MEC), direções de serviços de região, autarquias, bibliotecas municipais e outras instituições - universidades, centros de formação, fundações e associações nacionais e internacionais.


Recursos humanos

Considerando que o PRBE tem como principal objetivo instalar e desenvolver bibliotecas  e serviço de biblioteca nas escolas, afigura-se indispensável constituir e garantir o elo de ligação entre o Gabinete da RBE, as escolas e as diferentes parcerias locais. Esta ligação cabe aos coordenadores interconcelhios das bibliotecas escolares que coordenam um número de agrupamentos e escolas não agrupadas, a definir pela RBE, conforme as circunstâncias e a geografia do território, assegurando ainda o apoio técnico e pedagógico aos professores bibliotecários e às equipas das bibliotecas.  

Os professores bibliotecários asseguram na escola, o funcionamento e gestão das bibliotecas, as atividades de articulação com o currículo, de desenvolvimento das literacias e de formação de leitores. Compete-lhes gerir as bibliotecas do agrupamento enquanto espaços agregadores de conhecimento, recursos diversificados e implicados na mudança das práticas educativas, no suporte às aprendizagens, no apoio ao currículo, no desenvolvimento da literacia da informação, tecnológica e digital, na formação de leitores críticos e na construção da cidadania. Compete-lhes, ainda, garantir serviços de biblioteca a todas as escolas do agrupamento. 


Formação

Desde o início do PRBE, a formação dos professores coordenadores e professores da equipa da biblioteca escolar foi considerada um aspeto estruturante, tendo o alargamento da Rede sido condicionado por este fator. A legislação referente à função de Professor Bibliotecário [Portaria n.º 192-A/2015] garante que recursos qualificados e especializados, nesta área, assegurem a gestão e dinamização dos recursos da biblioteca.


Candidaturas

A construção da Rede tem-se processado por candidaturas, sendo selecionadas as escolas que apresentam melhores condições e projetos mais consistentes, quer para a instalação, quer para a criação de serviços de biblioteca no agrupamento. A RBE financia, igualmente, a requalificação de bibliotecas escolares já integradas na Rede. Todas as escolas sede de agrupamento e de ensino secundário beneficiam do PRBE. O Programa continua a sua ação prosseguindo a integração, em diferentes modalidades, das escolas do 1º Ciclo. Mais recentemente, tem vindo a alargar-se a outros públicos, designadamente escolas com contrato de associação com o MEC e Instituições Particulares de Solidariedade Social.


Projetos

A RBE tem promovido projetos de inovação e excelência em diferentes áreas, que evidenciam uma intervenção mais qualificada na melhoria das aprendizagens, das literacias e no envolvimento da comunidade educativa. Ideias com Mérito, aLeR+, em parceria com o PNL, e Ler é para já e Newton gostava de ler são alguns dos projetos apoiados.


Parcerias

A RBE procura desenvolver-se numa filosofia de Rede, através de parcerias com os diferentes agentes educativos, o poder local, a sociedade civil e outros projetos do ME, designadamente o Plano Nacional de Leitura.

O PRBE tem procurado afirmar-se no espaço internacional, participando em diferentes fóruns, encontros e conferências e integrando os organismos e associações mais reconhecidos nesta área, de que destacamos a IASL e a IFLA.


Difusão

A criação de documentos e ferramentas para a difusão de informação, comunicação, intercâmbio de experiências e ideias, tem constituído outra das áreas de trabalho deste Programa. O PRBE oferece um conjunto de serviços através do portal Web, blogue, newsletter, lista de difusãoRedes sociais, plataforma de aprendizagem e catálogos individuais das escolas. Para além destes últimos, têm vindo a ser desenvolvidas redes concelhias de bibliotecas, com os respetivos portais e catálogos coletivos.


Avaliação

A avaliação das bibliotecas escolares, feita através de um modelo desenvolvido por este Programa e em aplicação em todas as escolas dos 2º e 3º ciclos e ensino secundário e nalgumas escolas do 1º ciclo, tem constituído um referencial de gestão e um instrumento de orientação e melhoria interna.

O Programa RBE foi objeto de uma avaliação externa realizada, em 2008, pelo Instituto de Ciências do Trabalho e da Empresa/ Centro de Investigação e Estudos Sociais (ISCTE/ CIES).


A RBE procura que a Biblioteca Escolar, como espaço agregador de conhecimentos e recursos diversificados, seja na escola, um local implicado na mudança das práticas educativas, no suporte às aprendizagens, no apoio ao currículo, no desenvolvimento da literacia digital, da informação e dos média, na formação de leitores críticos e na construção da cidadania.

NOTÍCIAS